Hoje sou eu quem recomenda

Por Jackie FreitasFênix – Mulheres que Renascem

 
Escrever para um blog chamado “Mamãe Recomenda” me faz voltar, inevitavelmente, ao passado. Faz-me lembrar de minha mãe e nos valores a mim passados. Quantas recomendações! Quantos conselhos! Esse retorno ao passado permite que eu resgate aquele olhar atento e curioso, a busca por respostas simples que ficam perdidas ao longo do caminho! Pensar em minha mãe, me faz reconhecer o quanto dela há em mim e o quanto das suas recomendações não dei atenção. 
 

Obviamente todos nós, de algum modo, crescemos e seguimos adiante. Alguns não olham para trás, mas a maioria, em algum momento confronta-se com os conselhos da mãe. Não tem jeito, a vida cobra o amadurecimento e se pudermos lembrar o que aprendemos, ótimo; senão, viveremos em busca dessas respostas deixadas no passado. 

Minha mãe sempre gostou do Roberto Carlos. Dia desses escutei “O Portão” e uma saudade invadiu o meu coração. Ouvindo atentamente a letra da música, falando de regresso, senti uma vontade enorme de voltar ao passado e parar em frente ao portão daquela casa e encontrar o que deixei para trás. Claro que é uma forma poética de expressar a saudade que senti de minha mãe! Acho que muitos de nós sentimos esse desejo de, pelo menos em alguns momentos, regressar e ter os braços abertos e calorosos a nossa espera. E quantas vezes eles estiveram assim e nem demos valor? 

Regressar não significou voltar a ser criança, mas rever aquela pessoa que passou anos cuidando de mim, um exemplo de força e garra, minha heroína e musa inspiradora. E foi uma experiência intensa, que provocou grandes emoções e revelações.

Mamãe nunca fora o tipo de mulher de mostrar fraquezas ou algum tipo de fragilidade. A vida para ela, mesmo que difícil, era um desafio a ser encarado de cabeça erguida! Por isso ela sempre me preparou para ser igualmente forte e valente. Mesmo quando chorava, ela tinha em seu rosto a valentia dos bravos guerreiros! Não desistia jamais! Sempre encontrava palavras otimistas e tinha em seu repertório, um manual próprio de sobrevivência.

Em meu retorno, a encontrei parada naquele portão, com os braços abertos, mas cansados; sorriso de quem estava feliz por me ver, mas um tanto apagado! Aquela guerreira estava visivelmente precisando mais do meu colo do que eu o dela. Nessa hora é que percebemos que o nosso momento de colocar em ação tudo o que nos fora ensinado chegou! É a hora de cuidarmos de quem tanto nos dedicou do seu tempo, da sua juventude, da sua vida. Não podemos ignorar uma pessoa que nos deu tanto amor. O mínimo a fazer é mostrar-lhe que todo o seu trabalho, cuidado e dedicação não fora em vão! 
 

Minha mãe ainda me ensina muito em sua velhice. Quero poder chegar a sua idade com a mesma dignidade e beleza de caráter. A vida tem o seu ciclo natural e não há como fugir dele. Nascemos, crescemos e envelhecemos. Que Deus possa nos dar a sabedoria para enxergar o momento em que os pais precisam de nossos cuidados, do nosso amor, carinho e paciência. Reconhecer que eles precisam de repouso e um lugar seguro para chamar de lar. Talvez o lar que um dia eles tanto sonharam e lutaram para construir. Uma família de verdade! 
 

A música ainda ecoa pela minha cabeça e a imagem daquele portão não me abandona mais! Eu voltei mamãe! Não para ficar, porque agora tenho o meu lugar, mas voltei para te buscar e fazer do meu o seu lugar, assim como um dia você fez o seu para mim!

Um dia mamãe recomendou para eu ser feliz e lutar pelos meus ideais. Hoje sou eu quem recomenda: “Largue as armas, mamãe! Não precisa mais lutar! Seja você feliz! Eu estou ao seu lado e não vou nunca te abandonar!”

Imagens: “Arrangement in Grey and Black: The Artist’s Mother” (known as “Whistler’s Mother”), by James McNeill Whistler. / Mother and Child, Gustav Klimt


Anúncios

Sobre Mamae Recomenda
Mãe de 4 filhos lindos de morrer, pintora com breve bloqueio criativo e blogueira, recomendo tudo o que acho legal, também amo um papo cabeça, daqueles que surgem das coisas mais simples, tipo filme ou música! Navego mundo a fora, conheço novas culturas, visito amigos velhos e distantes, tudo do meu computador. Até meu marido eu conheci por aqui. E mais uma coisa, falo pra caramba!

8 Responses to Hoje sou eu quem recomenda

  1. Mr.Jones says:

    Primeiramente dá os parabens a dona do blog por ter escolhido umas das melhores escritoras do diHITT e futuramente a de nome e renome internacional Jackie Freitas. A Jackie está fazendo até eu perder a fobia por celulares. Hoje tagarelamos tanto no celular, e falei até com os filhos dela. ahahaha "- Oi tio Diego?!" Foi maravilhoso ouvir aquela voz de criança falando comigo como se me conhecesse de outrora.Jackie, só em ver o nome da música, ela veio tocando na minha mente. Eu deixei de ouvir essa música, quis abolir da minha vida. Sabe porque? Quando me vi só nesse mundo, eu nao tinha o tal "portão" para regressar. Eu tive que procurar batalhar pelo meu PORTÃO. E voce sabe da história de cór, nao é?Cantar pra você…"LindaMais que demaisVocê é linda simOnda do mar do amorQue bateu em mimVocê é lindaE sabe viverVocê me faz felizEsta canção é só pra dizerE diz"E não esquece de dar o abraçao que mandei pro Sinval viu?bjao

  2. Marcinha, minha amiga!Em primeiro lugar quero te agradecer pela oportunidade única de escrever para o seu blog! Contribuir, humildemente, com minhas palavras… Você não tem idéia de quanto sentimento coloquei em cada palavra contida nesse texto! Muita emoção mesmo…Minhas lágrimas agora me impedem de enxergar o que escrevo aqui, mas o meu coração ao mesmo tempo que está feliz, chora…Mamãe é tudo na minha vida! É o meu grande espelho, minha alma… Estou agora ouvindo "O Portão" …tudo o que posso escrever através desse canal maravilhoso, aos amigos queridos e à você, minha amiga, é que a vida é uma descoberta e redescoberta constante…Aproveitem cada precioso minuto ao lado dessa figura que é a mãe!!! Se há um símbolo para o amor, certamente ele está na figura da mãe! E a minha é tudo que tenho como símbolo de amor e Fênix!!! Deus nos abençoe, amiga…e abençoe as nossas mães, pois sem elas esses momentos não existiriam…sequer nós existiríamos…Desculpe-me…estou emocionada demais…Grande beijo, fique com Deus…Obrigada por permitir essa emoção…Jackie

  3. Mari Costa says:

    MarciaVocê acertou em cheio de ter escolhido a Jackie para escrever no seu Blog, ela é uma super mulher, humilde, com uma sensibilidade enorme para escrever e ajudar aos outros.Sempre me emociono com seus posts e dessa vez nao foi diferente, me fez chorar de novo, pois o que ela escreve vai lá no fundo da alma, como se ela escrevesse para todos nós.A nossa mae temos que dar valor, quando era mais nova nao tinha muito essa noção do que minha mae representava para mim,nos brigavamos muito, mais hoje em dia sei seu real significado,amo minha mãe do meu jeito, não troco muitas confidencias, pois é meu jeito e ela tambem nao me ar muita liberdade, mas meu respeito e amor isso ela tem e muito.Miga você sabe o quanto te amo, nao precisa nem a gente se ver, esse amor transcende o virtual, pois é uma coisa fraternal, de coração para coração, minha irmazinha do coração.Bjs Marcia e a minha miga Jackie

  4. Marcia Pinho says:

    Eu me sinto muito feliz de ter escolhido uma pessoa tão especial como a Jackie para escrever aqui. Nem vou repetir todos os adjetivos, que já dediquei a ela, porque todos já o fazem. Os textos emocionam e nos tocam na alma. Essa escolha foi motivada por isso, porque também me emociona e me faz refletir. Como mãe, como mulher, como filha e como amiga, agradeço a Jackie por essa linda mensagem. Agradeço a todos pela visita! Quem ainda não conhece o trabalho de Jackie Freitas, visite o http://fenix-mulheres.blogspot.com/ e se emocione também!

  5. Saudações a Dona do Blog!!! muito legal o que acontece aqui, muito bacana sim. Bom, quanto a autora Jackie… sou suspeito a falar pois se trata de uma grande amiga, nos encontrarmos agora no dihitt mas, nossa amizade começou a varias vidas! por isso tenho um carinho enorme por ela! o texto é magnifico, pois alem de palavras retrata sentimento e mexe com qualquer leitor… que saudade amiga desse portão! infelizmente nem todos ainda o tem né! Jackie obrigado! viajem legal! nada como como um texto com a sua assinatura né! bjooo

  6. Beth Muniz says:

    Que recomendação fantástica.Parabéns meninas. Jackie, gente como você, nasceu para brilhar…Beijão.

  7. Que orgulho, Menina Jeckei, Mulher Jeckei, Sábia Jeckei!! Poucas pessoas conseguem passar tanta verdade nas palavras quando escrevem, Jeck é uma dessas pessoas. Beijos amiga!!

  8. Jakie querida menina paulista ,Que lindo seu artigo! Fiquei muito emocionada com ele … A Canção veio imediatamente e fez a trilha sonora do post na minha cabeça.Parabéns a você, parabéns a senhora sua mãe por essa filha tão especial .Um grande beijinhoEninha Campos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: