Bytes para o Amor

internet
Já declarei meu amor pela internet várias vezes. Esse mundo ilimitado e sem fronteiras de informações, pessoas e coisas, me fascina. Nesse universo de gigabytes, as pessoas podem ser o que quiserem, podem mostrar o seu talento, podem estudar, jogar, transar, discordar, trair, brigar e amar. Tudo o que movimenta essa realidade pararela da nossa vida está, de fato, dentro de nós, não nos bytes! Esses sentimentos são tão reais, quanto a vida que continuamos a viver, quando desligamos o computador. Assim, por ser um mundo criado por nós, ele sobrevive de sonhos e esperanças de muitos, da ganância e cobiça de outros, da inveja e do ódio de alguns e da fé e criatividade de poucos.

Leia mais deste post

Anúncios

O amor aos dentes, melhora seu relacionamento!

Depois do meu post sobre birra masculina, notei uma certa ira no Mário. Quando soube do post, pelo e-mail de compartilhamento, que enviei aos amigos, ele apenas me respondeu perguntando se eu estava com raiva dos meus dentes da frente?
Como gosto muito dos meus dentes, principalmente os da frente, então, resolvi pesquisar mais sobre a comunicação e as diferenças de comportamento entre homens e mulheres, e tenho que admitir, que os homens são vítimas da nossa mania de ser o centro das atenções, de sermos palpiteiras e intrometidas. De não sermos diretas nas nossas questões. Optamos pela birra para chamar a atenção.Porque, venhamos e convenhamos, nós somos muito chatas! Eu assumo.
Então, como melhorar a comunicação com o seu homem? Já que falamos outra língua?

Tomarei como base, o texto sobre esse assunto do site Family.com da Disney, que nos ajuda a entender melhor nosso incompreendido companheiro.
Você tem um dia daqueles, e ao encontrar seu marido, começa a contar sobre um problema difícil no trabalho, com naquele drama danado expondo a sua raiva do chefe e do mundo, ele te interrompe e dá a solução simples e direta sobre aquilo, que ele nem se quer ouviu direito! A maioria das mulheres entendem bem essa situação. Elas se decepcionam com seus companheiros, porque eles resolvem o problema, sem se quer ouví-las. Os homens, por outro lado recuam, magoados por terem tentado ajudar e terem sua ajuda rejeitada.
Esse cénario é quase um cliché vivido por todos os casais. Homens são crucificados por serem diretos e práticos e não entendem por que nós somos tão dramáticas.
A maioria dos homens não sabem explorar questões como as mulheres, que são extremamente emocionais. Eles preferem ir direto ao ponto rapidamente e ver quais ações são necessárias. Portanto, se você reconhecer no homem, a sua essência, o que realmente ele é bom – em discussões de resolução de problemas – o seu relacionamento será muito mais tranquilo e feliz. “Querido, você pode me ajudaria a resolver este problema?”, faça essa pergunta ao seu homem e com certeza, você terá a atenção que deseja.
Da mesma forma, “Como você acha que devemos dividir as tarefas da cozinha?” é uma abordagem muito melhor do que “eu não aguento mais essa bagunça, esse monte de louça pra lavar!” Um homem provavelmente não estará interessado em explorar todas as questões e sentimentos sobre o trabalho doméstico. Ele, muito possivelmente, vai olhar para esse tipo de conversa como um desperdício de tempo. Ele simplesmente quer saber o que você quer que ele faça. Assim, ou você faz o pedido específico do que realmente quer ou pede ajuda para resolver como manter a cozinha limpa. Se você perguntar por soluções, você estará preparada para aproveitar as sugestões, que ele oferece e pode contribuir com suas próprias idéias, colaborando voluntariamente um com outro. Se você criticar suas idéias só irá causar ressentimento. 
Nomeie o seu problema com uma pergunta clara: ” O que você acha?”, Ou “O que você acha que devemos fazer?” Não pergunte se você já tem uma solução em mente. Mas, também não tente resolver tudo sozinha, comunicando o ocorrido depois de reolvido, porque eles se sentem como se não tivessem importância. Também não se deve usar o seu problema para apontar sua insatisfação, aproveitando a situação para expor problemas antigos, “Por quê só eu levo as crianças ao parque? Por que só eu ponho lixo para fora?” A idéia é criar uma verdadeira participação e engajamento. O homem que está ocupado resolvendo um problema com você é muito mais disposto a ouvir e experimentar novos comportamentos.  E o mais importante, vocês estarão, de fato, compartilhando suas vidas.
Haverá mais posts sobre esse assunto. E assim meus dentes serão preservados! Conserve os seus também mudando de atitute!

Texto de Marty Friedman, autor do livro “O que os homens precisam saber sobre o casamento (e o que o casamento precisa de saber sobre os homens) “

Fonte: Family.com by Disney  / Imagens: Blogs da Folha – Josias de Souza / Blog Diário de um Caranguejo

O amor aos dentes, melhora seu relacionamento!

Depois do meu post sobre birra masculina, notei uma certa ira no Mário. Quando soube do post, pelo e-mail de compartilhamento, que enviei aos amigos, ele apenas me respondeu perguntando se eu estava com raiva dos meus dentes da frente?
Como gosto muito dos meus dentes, principalmente os da frente, então, resolvi pesquisar mais sobre a comunicação e as diferenças de comportamento entre homens e mulheres, e tenho que admitir, que os homens são vítimas da nossa mania de ser o centro das atenções, de sermos palpiteiras e intrometidas. De não sermos diretas nas nossas questões. Optamos pela birra para chamar a atenção.Porque, venhamos e convenhamos, nós somos muito chatas! Eu assumo.
Então, como melhorar a comunicação com o seu homem? Já que falamos outra língua?

Tomarei como base, o texto sobre esse assunto do site Family.com da Disney, que nos ajuda a entender melhor nosso incompreendido companheiro.
Você tem um dia daqueles, e ao encontrar seu marido, começa a contar sobre um problema difícil no trabalho, com naquele drama danado expondo a sua raiva do chefe e do mundo, ele te interrompe e dá a solução simples e direta sobre aquilo, que ele nem se quer ouviu direito! A maioria das mulheres entendem bem essa situação. Elas se decepcionam com seus companheiros, porque eles resolvem o problema, sem se quer ouví-las. Os homens, por outro lado recuam, magoados por terem tentado ajudar e terem sua ajuda rejeitada.
Esse cénario é quase um cliché vivido por todos os casais. Homens são crucificados por serem diretos e práticos e não entendem por que nós somos tão dramáticas.
A maioria dos homens não sabem explorar questões como as mulheres, que são extremamente emocionais. Eles preferem ir direto ao ponto rapidamente e ver quais ações são necessárias. Portanto, se você reconhecer no homem, a sua essência, o que realmente ele é bom – em discussões de resolução de problemas – o seu relacionamento será muito mais tranquilo e feliz. “Querido, você pode me ajudaria a resolver este problema?”, faça essa pergunta ao seu homem e com certeza, você terá a atenção que deseja.
Da mesma forma, “Como você acha que devemos dividir as tarefas da cozinha?” é uma abordagem muito melhor do que “eu não aguento mais essa bagunça, esse monte de louça pra lavar!” Um homem provavelmente não estará interessado em explorar todas as questões e sentimentos sobre o trabalho doméstico. Ele, muito possivelmente, vai olhar para esse tipo de conversa como um desperdício de tempo. Ele simplesmente quer saber o que você quer que ele faça. Assim, ou você faz o pedido específico do que realmente quer ou pede ajuda para resolver como manter a cozinha limpa. Se você perguntar por soluções, você estará preparada para aproveitar as sugestões, que ele oferece e pode contribuir com suas próprias idéias, colaborando voluntariamente um com outro. Se você criticar suas idéias só irá causar ressentimento. 
Nomeie o seu problema com uma pergunta clara: ” O que você acha?”, Ou “O que você acha que devemos fazer?” Não pergunte se você já tem uma solução em mente. Mas, também não tente resolver tudo sozinha, comunicando o ocorrido depois de reolvido, porque eles se sentem como se não tivessem importância. Também não se deve usar o seu problema para apontar sua insatisfação, aproveitando a situação para expor problemas antigos, “Por quê só eu levo as crianças ao parque? Por que só eu ponho lixo para fora?” A idéia é criar uma verdadeira participação e engajamento. O homem que está ocupado resolvendo um problema com você é muito mais disposto a ouvir e experimentar novos comportamentos.  E o mais importante, vocês estarão, de fato, compartilhando suas vidas.
Haverá mais posts sobre esse assunto. E assim meus dentes serão preservados! Conserve os seus também mudando de atitute!

Texto de Marty Friedman, autor do livro “O que os homens precisam saber sobre o casamento (e o que o casamento precisa de saber sobre os homens) “

Fonte: Family.com by Disney  / Imagens: Blogs da Folha – Josias de Souza / Blog Diário de um Caranguejo

%d blogueiros gostam disto: